PAISAGENS ESCONDIDAS 

O projeto que está sendo apresentado é resultado de uma pesquisa que venho desenvolvendo nos últimos 6 anos, cujo tema central é a sustentabilidade discutida de forma plástica. Quando digo sustentabilidade refiro-me ações desenvolvidas baseadas num tripé: econômico, social e ambiental.

No caso presente, a exposição: PAISAGENS ESCONDIDAS o discurso apresentado pelo conjunto dos trabalhos enfoca o eixo ambiental.

Através de um trabalho pictórico estruturado num ambiente de paisagens, com foco na água e na mata, o desenrolar do discurso apresentado se materializa na sinergia de linguagens e significados poéticos.

Quando falamos linguagens nos referimos a utilização de técnicas construtivas que traz a vista, um resultado plástico único através de uma sinergia de técnicas tais como a fotografia, a computação gráfica e a pintura a óleo.

Este trabalho funde as pesquisas que levaram a construção de dois trabalhos anteriores; AMAZONAS SINFONIA PLÁSTICA e ZO ARTE, focados nos outros eixos do tripé de sustentabilidade.

É uma instalação artística que através do uso da tecnologia cria um discurso poético onde a narrativa se desenvolve com a interatividade multimídia de dois atores principais: as imagens e o visitante. Este discurso poético cuja cinética de seus conceitos reflete na dinâmica dos antagônicos, onde sua energia perenal é forjada na insustentabilidade dos harmônicos, com seu movimento pendular e continuo, materializa-se na tenuidade dos planos existenciais.

Através de uma série de imagens primais da Amazonas cujo ecossistema reflete a existência conjunta de conceitos antagônicos, a grandeza e a fragilidade, a sinfonia plástica se manifesta, materializando-se através das intervenções plásticas, que servirão de elementos para as múltiplas leituras desenvolvidas pela interatividade.

A exposição PAISAGENS ESCONDIDAS é composta por uma série de trabalhos produzidos em técnica mista, resultante da fusão de três linguagens distintas, que são: a fotografia, a computação gráfica e o óleo; este produzido em cavas de alta performance em ploters de altíssima resolução e posteriormente a aplicação de óleo; dando ao trabalho um significado único e próprio.

Este conjunto de trabalhos pictóricos, de cerca de sessenta, selecionado curatorialmente num universo de aproximadamente 400 “trabalhos matrizes”. Em diversas dimensões tal como canvas de 100 x 100 m entre outras, com um discurso próprio e valor plástico único, conduzira o expectador a uma visita a um conjunto de paisagens paralelas de significado plástico marcante e atemporal.

As fotografias que servem de base plástica discursiva são de minha autoria, na Floresta Amazônica, na região de Rondônia mais especificamente na região do rio Madeira e Marmoré; em outra ocasião o cenário foi a Ilhabela, na praia do Bonete; sempre tendo como foco a água e a mata e suas relações.

Estas fotografias produzidas em ambiente digital, foram processadas com ferramentas próprias para através de uma interferência plástica com o objetivos trazer a luz conteúdos existentes em seu interior, criando assim um cenário para a introdução de elementos vetoriais cujas formas se compõem com a paisagem capturada , desenhando um universo paralelo de novos atores e significados; com o objetivo colocar a vista uma beleza natural que deve ser preservada.

De acordo com a escritora Celina de Castro analisando os trabalhos descreve: “Gilson Alcantara em sua exposição PAISAGENS ESCONDIDAS supera, efetivamente o universo das artes plásticas criando poemas visuais.

Gilson empreendeu uma viagem à Floresta Amazônica , com o intuito de captar imagens de uma natureza intensa,exuberante e atemporal. Sobre as fotografias aplicou interferências plásticas, criando um verdadeiro cenário para a introdução de elementos vetoriais, cujas formas se integram a paisagem, num verdadeiro universo paralelo de poesia e imaginação.

Nesta mostra Gilson Alcantara chama atenção a sustentabilidade desses ecosistemas através de uma forma plástica impecável e inovadora, num ritual de consagração à beleza. PAISAGENS ESCONDIDAS é a realidade alternativa ampla, um multiuniverso plural contido na geografia única da natureza.”


OBRAS FINALIZADAS (com interferência a óleo)

MATRIZES (fotos + computação gráfica)