Em sua exposição PAISAGENS ESCONDIDAS o artista Gilson Alcantara supera, efetivamente, o universo das artes plásticas, para desenvolver poemas visuais.


Gilson empreendeu uma viagem à floresta amazônica, em Rondônia, especificamente na região dos rios Madeira e Mamoré, com o intuito de captar imagens de uma natureza intensa, exuberante, atemporal. Sobre as fotografias aplicou interferências plásticas, criando um verdadeiro cenário para a introdução de elementos vetoriais, cujas formas se integram com a paisagem, num verdadeiro universo paralelo de poesia e imaginação.


Os desenhos são plotados em papel arroz de fabricação artesanal, através de equipamentos com altíssima resolução, formando um discurso plástico único, dinâmico e além do efeito visual belíssimo, essa série denominada Universos Paralelos compõe as propostas de preservação ambiental presentes no portal Zoarte .


Nessa mostra Gilson Alcantara chama a atenção para a sustentabilidade da Amazônia através de uma forma plástica impecável e inovadora, num ritual de consagração à beleza.


PAISAGENS ESCONDIDAS é a realidade alternativa ampla, um multiverso plural, contido na geografia única da floresta amazônica.


Celina de Castro